Nossa Senhora de Tindari

No início do século VIII, adepto da heresia iconoclasta, o imperador bizantino Leão III vetou todos os cultos das imagens de Nossa Senhora e dos Santos, em seus domínios.

A autorização para a destruição, total e sistemática, das imagens sagradas das igrejas, segundo a tradição cristã, possibilitou a difusão do culto à Nossa Senhora de Tindari. A procedência dessa imagem foi uma embarcação que voltava da Síria ou do Egito.

Enquanto navegava pelo mar Adriático, inesperadamente se formou uma tempestade, por isto, teve de interromper a viagem e se refugiar na bacia de Tindari, no norte da Sicília, na Itália. Quando tudo passou e o mar se acalmou, os marinheiros se prepararam para retomar a viagem. Mas, ao começarem a remar não conseguiram mover a embarcação, parecia que ela estava mesmo encalhada no porto. Eles então decidiram aliviar a carga, jogando algumas caixas ao mar. Só quando lançaram a caixa que continha a Sagrada Imagem de Maria, a embarcação pôde se mover e retomar sua rota.

Os marinheiros da baía de Tindari resolveram resgatar as caixas para ver o que continham. A primeira que abriram continha a preciosa imagem da Virgem Maria e o Menino Jesus, causando grande surpresa e satisfação à todos. Decidiram que ela devia ficar no lugar mais bonito da cidade, assim a transportaram para o alto do monte de Tindari.

A escultura representa a Virgem Maria sentada com o Menino Jesus entre os braços, historiadores e teólogos acreditam que ela pertence ao período pós Concílio de Éfeso, no qual foi definida a divina maternidade de Maria, em 431. O estilo bizantino, leva a crer que a origem seja mesmo o Oriente.

A imagem considerada milagrosa pelos devotos passou a ser venerada com o título de Nossa Senhora de Tindari. Como foi esculpida em madeira de cedro negro é também chamada de ‘Madonna Negra’. È festejada nos dias 06 de junho e 08 de setembro, especialmente.

Essa devoção se propagou e a pequena capela se tornou um grande Santuário mariano, repleto de peregrinos vindos de todas as partes do mundo. O Santuário de Nossa Senhora de Tindari foi meta de peregrinação do Papa João Paulo II, em 1988. Na oportunidade, para homenagear a Mãe de Deus, ele leu uma linda oração que escreveu especialmente para a ‘Madona de Tindari’, confirmando a milenar devoção.

Fonte: Fatima.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s