São Francisco de Assis – Capítulo 18

CAPÍTULO 18

Como ele já resplandecia em diversas partes do mundo pela nova luz dos milagres, e de toda parte concorressem ao seu corpo sagrado os que tinham experimentado os maiores e mais singulares benefícios de Deus por seus méritos, o sobredito senhor Papa Gregório, com o conselho dos cardeais e de muitos outros prelados, lidos e aprovados os milagres que o Senhor operara por meio dele, anotou-o no catálogo dos santos, mandando que sua festa fosse solenemente celebrada no dia de sua morte. Essas coisas foram feitas na cidade de Assis, na presença de muitos prelados e da maior multidão de príncipes e barões e de incontáveis povos de diversas partes do mundo, que o mesmo senhor Papa tinha mandado convidar para essa solenidade, no ano 1228, segundo ano do pontificado do mesmo senhor Papa.

O próprio Sumo Pontífice honrou o santo a quem havia sumamente amado em vida, não só canonizando-o. Dois anos após a canonização, o corpo foi transladado, com grande honra, do lugar onde antes havia sido sepultado para esta igreja. […] Não só pessoas indiferentes, de ambos os sexos, foram convertidas ao Senhor depois de sua morte por seus méritos, mas também […] muitos homens sábios e letrados […] entraram na referida Ordem dos Menores, conformando-se em tudo, segundo a medida da graça de Deus, à pobreza e aos vestígios de Cristo e de seu servo, o bem-aventurado Francisco.

 

F I M

 

 

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil (Franciscanos.org.br)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s