Verbos Marianos

01 – Amar

Maria com amor de complacência pela sua beleza, com amor de reconhecimento pela sua bondade. – Ama-a com o coração, ama-a com as obras. – Ama-a como Jesus a amou, com ternura, ama-a com Jesus, com perseverança, ama-a por Jesus, para agradá-Io. Ama-a em lugar de Jesus. – Ama-a sacrificando-te por Ela, e esforçando-te por conquistar corações através do apostolado.

02 – Calar

CALAR como Maria e por amor de Maria. O silêncio é uma grande virtude, ou melhor, é um conjunto de virtudes.

Calar de si é humildade.

Calar os defeitos alheios é caridade.

Calar palavras inúteis é penitência.

Calar nas cruzes é heroismo.

03 – Consagrar-se

CONSAGRAR-SE a Maria sinceramente e não só com palavras – inteiramente, sem reservas nem de tempo, nem de lugar, nem de coisa alguma – irrevogavelmente, sem retomar ou lastimar a doação feita. Consagra-te a Ela para sempre: ama-a como ilha, serve-a como escrava de amor, honra-a como uma súdita.

04 – Consolar

CONSOLAR Maria. Todo louvor de um filho resume-se nestas palavras; é a consolação de sua mãe) Consolar Maria é para ti um dever, porque Maria sofreu por tua causa, por tua culpa, por teu amor. Não olvides as dores de tua Mãe, se quiseres que Ela console as tuas) Enxuga as lágrimas de Maria chorando os teus pecados, compadecendo-te das dores de Jesus, rezando pelos pecadores, sendo fiel à prática dos primeiros sábados e à reza cotidiana do terço.

05 – Dar-se

DAR-SE a Maria como Jesus. Dar-lhe o corpo com a pureza e com a resignação nas doenças e na morte; os sentidos com a temperança e a mortificação; a alma conservando-a livre do pecado mortal; a mente pensando freqüentemente nela; a vontade com a obediência; o coração com o amor; os bens temporais, renunciando generosamente às coisas supérfluas; os bens espirituais para que Ela os aplique na conversão dos pecadores e livre as almas do purgatório. Entreguemo-nos a Maria para que Maria se dê a nós.

06 – Deixar-se guiar

DEIXAR-SE GUIAR por Maria. Em toda parte por onde fores tem sempre na mente, no coração e nos lábios o nome de Maria. Seja como guia no teu caminho a oração: ó Jesus, ó Maria, permanecei sempre comigo para guiar-me em todo lugar, para defender-me em todo tempo.

07 – Deliciar-se

DELlCIAR-SE em Maria, ou seja: 1) saborear a doçura do seu Santíssimo Nome pronunciando-o com amor, escrevendo-o com freqüência, honrando-o com uma leve inclinação da cabeça; 2) soleniza, o quanto possível, as suas festas; 3) esparga no decorrer de tua vida as suas práticas, especialmente a Ave Maria; 4) lê os livros que falam de Maria e ouve os sermões em sua honra. Procura ter os gostos de Maria que são os mesmo de Jesus: não só aceita, mas também ama a pobreza, a humildade e a mortificação. Poucos são os que possuem este grandioso sinal de predestinação! És um dentre esses poucos?

08 – Dirigir-se

DIRIGIR-SE a Maria. Como Jesus ela te diz: Vem a mim! Ouve o seu doce convite. Quem é que te chama? É Maria, tua Mãe, que te espera de braços abertos. Quem quer que sejas, ainda que miserável, vai a Maria; qualquer seja o mal que tenhas feito: ainda que a tenhas esquecido, ainda que a tenhas contristado com o pecado, ainda assim o convite dirige-se especialmente a ti. Não deixes que Maria espere por ti, mas atira-te a seus pés. Ela te levantará, te aconselhará, te estreitará em seus braços: precisas dela. DIRIGIR-SE a Maria. Ouve a sua atraente promessa: Eu te confortarei. Se estás perturbado pela dúvida, Eu te iluminarei; se sentes o coração contaminado por alguma paixão, eu te purificarei; se a tua vontade é vacilante, eu te fortificarei; se estiveres enfermo, eu te curarei. Vem, confia em mim; toma o terço entre as tuas mãos e encontrarás em mim a paz que em vão procuraste nos caminhos do pecado.

09 – Estudar

ESTUDAR com Maria, pedindo-lhe a verdadeira ciência; estuda como Maria para agradar a Deus e tornar-te útil ao próximo; estuda Maria: depois do estudo de Deus e de Jesus Cristo, é o estudo de Maria o mais sublime, o mais agradável e o mais santificante.

10 – Falar

FALAR com Maria na oração. Fala de Maria nas conversas. Fala como Maria, isto é, raramente, humildemente, docemente. Fala com Maria para testemunhar-lhe o teu amor; confia-lhe as tuas penas – participa-lhe as tuas alegrias – confia-lhe os teus temores – comunica-lhe as tuas esperanças.

11 – Fazer

FAZER que todos amem a Maria. Amar a Maria é alegria para o coração, paz para a alma, esperança para a vida.

– Fazer com que Ela seja amada é alegria dulcíssima, paz segura e esperança firme.

– Amar é dar-se. Fazer amar é esquecer-se. É este o sinal mais evidente do amor.

– Jesus nos diz: fazei que todos amem Maria! Maria nos diz: Fazei que todos amem Jesus!

12 – Gozar

GOZAR com Maria e como Maria. Aceita as alegrias puras e sadias da vida, quais dons de Deus; suplica a Maria que te conforte no bem e excite em ti o amor e o reconhecimento. Alegra-te com Maria comprazendo-te pela sua grandeza, pela sua beleza e bondade. Alegra-te em sua companhia; alegra-te de ser por Ela amado com predileção. Que paraíso antecipado! São essas as alegrias que procuras?

13 – Honrar

HONRAR Maria –

1)      com a mente formando-te um conceito exato dela.

2)     com o coração cujas palpitações de amor constituem o louvor mais belo e agradável.

3)     com a língua falando a todos de Maria e cantando em toda a parte os seus louvores.

4)     com a pena escrevendo sobre Nossa Senhora e difundindo os escritos marianos.

Honra-a todos os dias e todas as horas ao menos com uma Ave Maria; honra-a todos os sábados, e em todas as suas festas. – Honra-­a em casa, na igreja e no trabalho.

14 – Imitar

IMITAR Maria. Imitar alguém quer dizer reproduzir em si o modelo, copiar o tom da voz, as maneiras, o modo de agir; ter os mesmos desejos da pessoa que queremos imitar, amar aquilo que ela ama, ter os seus mesmos gostos, os mesmos desejos, os mesmos pontos de vista, os mesmos amigos. E este o sinal mais certo do verdadeiro amor a Maria. São os traços da Mãe reproduzidos no filho. E tu os possuis?

15 – Invocar

INVOCAR Maria

a)      Porque Ela é bondosa e potente;

b)    Para mostrar-lhe teu afeto;

c)     Para pedir-lhe socorro. – Invoca-a quando vacilante, para que te sustente; quando cardo,’ para que te levante; quando duvidoso, para que te aconselhe; quando doente, para que te cure; quando culpado, para que te perdoe; quando abatido, para que te anime; quando assaltado, para que te conceda vitória.

-Invoca-a sempre e em todo lugar. Invoca-a durante a vida para que obtenhas a graça de invocá-la na hora da morte

16 – Obrar

OBRAR
1) por meio de Maria – opera movido e guiado por Ela, desconfiando das tuas próprias forças e confiando no seu auxílio;

2) com Maria – opera na sua presença – com seu auxílio – à sua imitação;

3) por Maria – opera pelo amor, pela honra, pelos interesses e pela glória de Maria.

17 – Olhar

OLHAR para Maria não só com os olhos corporais, mas sobretudo com os da mente. ­Contempla-a nas suas imagens, porém, contempla-a ainda mais naquela imagem que o teu amor por ela formou na tua alma. ­Olha-a frequentemente, atentamente, com fé, com ternura, para estudá-la, admirá-la, invocá-la, imitá-la e para sentires repouso e consolação. Olha-a nos perigos, nas tentações; olha-a na vida e na morte a fim de que possas contemplá-la eternamente no céu. Contemplar Maria é repouso na fadiga, alegria na tristeza; sentir-se amado por Maria é um paraíso antecipado

18 – Ouvir

OUVIR Maria: Vinde filhos, ouvi-me!

a) É a palavra de Mãe que consola e conforta: “Não temas, eu estarei contigo”(N. Senhora a S. Labouré).

b) E a palavra de Mestra que instrui, adverte, corrige, e também amorosamente castiga.

c) ‘É a palavra de Rainha que te chama à prática da lei de Deus: “Fazei tudo o que Ele vos disser”.

d) Maria te fala por meio da Igreja, dos Superiores, das inspirações, das aparições. Ouve Maria e Maria te ouvirá. Satisfaz seus desejos e Ela satisfará os teus.

19 – Pensar

PENSAR em Maria. O pensamento de Maria purifica, conforta, consola, encoraja, santifica. Pensa em Maria sempre e em toda parte para admirá-la, agradecê-la, manifestar-lhe o teu amor e invocar a sua proteção. Pensa em Maria e Maria pensará em ti.

20 – Recitar

RECITAR o Rosário. Este é um livro divino escrito com o sangue de Cristo e com as lágrimas de Maria. – É um programa de vida cristã feito de alegrias e de dores, que devemos partilhar com Maria, para merecermos a glória do céu. É uma arma de defesa, é um instrumento de conquista. ­Leva contigo o terço como penhor da proteção de Maria, recita-o todos os dias, como sinal de fidelidade e o terço transformar-se-á para ti numa chuva de graças, numa fonte de luz e de virtudes.

21- Recrar-se

RECREAR-SE com Maria. Aceita reconhecido, os divertimentos que te são proporcionados. Desfruta-os com discrição para que te tornes mais apto ao trabalho. Santifica-os com a oração e fá-los frutificar no teu Apostolado.

22- Refugiar-se

REFUGIAR-SE em Maria. O alpinista assaltado pela tormenta, o navegante na tempestade, o soldado nas incursões inimigas sabem o que seja um refúgio. Contra as tempestades das paixões e os assaltos do demônio, não há refúgio mais seguro que o seio de Maria. Quem nos perigos invoca Maria e, confiante, procura refúgio sob o seu manto, está seguro, e. ninguém o poderá abalar. Seja Maria o teu refúgio sempre e em toda parte, e serás salvo.

23 – Repousar

REPOUSAR espiritualmente sobre o coração de Maria, como o Menino Jesus o fez. Repousa à noite, sob seu olhar materno, após teres recitado as três Ave Marias e implorado sua benção. Repousa acariciado pelo seu sorriso, ligado pelo seu rosário.

24 – Rezar

REZAR com Maria. Une as tuas pobres orações às suas onipotentes e fervorosas súplicas. Reza com Maria, esforçando-te por imitá-la na fé, na humildade e na confiança. Implora Maria Santíssima que faça suas as tuas súplicas e as apresente a Jesus, que não sabe negar nada a sua Mãe.

25 – Saudar

SAUDAR Maria logo que acordares, ao toque das Ave Marias, entrando e saindo de casa ou da igreja.

– Saúda o seu nome, suas imagens, seus altares.

– Saúda-a com o Arcanjo S. Gabriel, com Santa Isabel e especialmente com Jesus.

“Quando rezas a Ave Maria, o céu se alegra, a terra sorri, Satanás foge, o mundo se aniquila, a tristeza desvanece, a alma se alegra e o coração fica enternecido.”

26 – Servir

SERVIR a Maria. O titulo de servo completa o de filho, o servir assegura a sinceridade do amor.

– Servir significa dar e não receber, sacrificar-se e não pretender ser o objeto dos sacrifícios de outrem. Sê como a Virgem Maria desejava ser: a escrava da Mãe de Deus.

– É preciso portanto amar e servir: servir amando e amar servindo.

Servir a Maria significa por ao seu serviço todo o teu ser: a tua alma e o teu corpo: a tua inteligência e a tua vontade, tuas mãos, teus pés, tua língua

– tudo o que tens; saúde, capacidades, engenho, tempo, bens materiais e bens espirituais

– tudo o que sabes: palavras, escritos

– tudo o que podes: conhecimentos, poder, influências, amizades.

27 – Sofrer

SOFRER com Maria, procurando nela alívio e conforto – sofre como Maria, em amoroso silêncio, por amor de Deus, para assemelhar-te a Jesus, para converter os pecadores – sofre por amor de Maria que sofreu antes de ti, mais que tu, por teu amor e por tua culpa.

28 – Temer

TEMER desgostar a Maria, desmerecer suas predileções; não ser fiel à graça, eis o temor filial dos santos. Maria estará contente comigo? Perdoar-me-á por tê-la feito chorar? A sua bondade te tranqüilize pelo passado, mas não deixes de amá-la sempre mais para o futuro. Quando se trata de Nossa Senhora, jamais digas: basta!

 29 – Trabalhar

TRABALHAR com Maria e por amor de Maria. Trabalha em sua presença, toma-a como teu Modelo, considera o teu trabalho como um preceito de Maria, e para obter melhor êxito, confia não na tua habilidade, mas no seu auxilio. Fazendo assim trabalharás melhor cansar-te-ás menos, terás merecimentos maiores.

30 – Viver

VIVER com Maria: desperta com Maria, reza com Maria, alimenta-te com Maria, caminha com Maria, alegra-te com Maria, chora com Maria, descansa com Maria. Com Maria recebe Jesus na comunhão, com Maria assiste à Missa, com Maria suporta o próximo, com Maria socorre os pobres, por amor a Maria perdoa a quem te ofendeu.

Eis um segredo de santidade e de felicidade.

Fonte: Movimento Rosário Perpétuo

Anúncios

Um comentário sobre “Verbos Marianos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s